0 C
Franca, BR
dezembro 7, 2019
  • Home
  • Agricultura
  • São Sebastião do Paraíso realiza o 1 º Concurso Municipal de Café de Qualidade
Agricultura Notícias

São Sebastião do Paraíso realiza o 1 º Concurso Municipal de Café de Qualidade

A Prefeitura de São Sebastião do Paraíso realizou nesta quinta (28) o 1 º Concurso Municipal de Café de Qualidade ‘‘ O Paraíso dos Cafés Finos’’. A cerimônia aconteceu no Sindicato dos Produtores Rurais (Sindpar), no Parque de Exposições João Bernardes Pinto Sobrinho. O grande vencedor foi Luiz Sérgio Marques, da Fazenda Haras July, que ganhou o selo de qualidade “O Paraíso dos Cafés Finos”. Davi Resende dos Reis, do Sítio Três Barras, ficou em 2º lugar, Claudeci Fernandes, da Fazenda Lagoa, obteve a 3ª colocação, João Jaguaribe Alencar de Moura, da Fazenda Granja Ester e em 4º lugar e Antônio Adolfo de Souza, do Sítio Renascer.

Os demais finalistas foram Alexandre Antônio de Souza (Fazenda Marques ou Córrego das Areias), Alexandre de Oliveira (Sítio Boa Vista), Antônio Westin (Fazenda Taquaral), Dagmar Resende Pimenta (Fazenda Amaro e Furnas), Francisco dos Santos Tubaldini (Fazenda São Francisco), Henrique dos Reis Oliveira (Sítio Nossa Senhora Aparecida), José Cipriano de Oliveira (Fazenda Boa Vista), José Osmar Pereira de Moraes (Fazenda Serra), Lenine de Souza Furtado (Fazenda Mirante), Márcio Antônio de Souza (Sítio Nossa Senhora das Mercês), Marco Aurélio do Nascimento Garcia (Serrinha / Ribeirão Fundo), Maria das Graças Oliveira Aguiar (Sítio Lagoa), Orothides Auxiliador de Souza (Fazenda Córrego das Areias), Pedro Antônio Dutra (Fazenda Pytuna) e Sílvio Dutra (Sítio Santa Luzia). Todos receberam certificados. O objetivo do concurso foi incentivar a constante melhoria da qualidade dos cafés do município, como meio mais eficaz na conquista de novos mercados; agregar valor e atender à crescente demanda por produtos diferenciados; identificar a qualidade dos cafés produzidos e a participação dos cafeicultores no processo produtivo e gestão da qualidade, além de divulgar a qualidade dos cafés do município. O “carro chefe” da economia paraisense é o café, que ocupa aproximadamente 16 mil ha, uma produção cerca de 450 mil sacas/ano e um movimento em comercialização em torno de três milhões de sacas/ano.

Em seguida João Bernardes de Medeiros Neto, presidente da Comissão Julgadora explicou o processo de classificação dos lotes, no concurso foi utilizado a técnicas de avaliação da metodologia SCA-Associação Americana de Cafés Especiais. Método que permite que façamos uma avaliação de 11 atributos do café, que são eles: Fragrância, Aroma, Uniformidade, Ausência de defeitos, Doçura, Sabor, Acides, Corpo, Finalização, Equilíbrio, Defeitos, Avaliação Global. A escala de avaliação ela vai de 0 a 10 pontos para cada atribuição.

Realizamos o processo de torra no dia anterior para que o café tivesse o descanso merecido e em seu tempo certo. A moagem foi realizada no momento da degustação sendo pesado individualmente a cada xicara.

No momento do escalde entramos com a agua na temperatura de 92 graus, tudo como manda o protocolo SCA. Já nas mesas os lotes foram dispostos publicamente, ou seja, o mesmo lote nos dois lados da mesa para que pudéssemos analisar o comportamento de café durante o momento em que ele muda de temperatura.

Fizemos tudo com muito amor e dedicação, com seriedade e profissionalismo, com 75 participantes inscritos até que chagamos aos 10 melhores cafés de São Sebastião do Paraíso. Disse João Bernardes.

Comissão Julgadora: Alexandre Silveira Pádua – NKG Stockler; Aliomar Fernandes Sobrinho – Nova América Cafés Especiais; Diego Neri de Souza – Coopercitrus; João Bernardes de Medeiros Neto – Armazéns Gerais Peneira Alta; José Vitor Oliveira – Armazéns Gerais Peneira Alta e Antônio Fagundes de Souza Júnior – Olam Coffe.

Auxiliares de Mesa: Ariane Alecrim Carvalho – Coopercitrus; Guilherme Barbosa – NKG Stockler; Kaique Alves de Araújo – Olam Coffe; Nicholas Queiroz de Oliveira – Armazéns Gerais Peneira Alta; Rodrigo Aparecido Ferreira – Coopercitrus e Thamara Helena de Pádua – Armazém Gerais Peneira Alta.

O evento teve a presença do deputado estadual Antônio Carlos Arantes e cafeicultores, agrônomos, empresas do agronegócio, armazéns, exportadoras e torrefadoras. Durante a cerimônia, aconteceu palestra do engenheiro agrônomo e cafeicultor paraisense, Vitor Monseff de Almeida Campo, falou sobre produção de cafés finos e suas experiências internacionais com o produto.

O 1º concurso municipal Café de Qualidade teve a parceria do Armazéns Gerais Peneira Alta, da Coopercitrus Cooperativa de Produtos, Sindpar, Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e de Serviços (Acissp), Olam Coffee, Caffer Comércio e Armazenamento de Café, NKG Stockler, Emater Minas e Nova América Café. Contou, ainda, com o apoio da Alpínia Veículos, AWZ Máquinas, Banco do Brasil, Café Scarano, Cetenge, E-ctare, Edinho Transportes, Esid – energia fotovoltaica, Imobiliária Mediterranèe, Jacaré Auto Posto, Laticínios Aviação, Magrão Agro, Tozzi, Paraíso Nutrição, Sebrae MG, Sicoob Nosso Crédito, Sicred, Sumá paisagismo e jardinagem, 3 E Ferro e Aço, Tudo Verde paisagismo e Via Verde.

Related posts

BIOVALENS E CASA DA SEMENTES REALIZA PALESTRA SOBRE “MANEJO DE NEMATOIDES EM CAFEEIRO”

Fabrício Guimarães

Cafeeiro desfolhado: causas e efeitos

Fabrício Guimarães

Cadastro Ambiental Rural passa a ser obrigatório na declaração do ITR

Fabrício Guimarães

Deixe um comentário

Login

X

Resgistrar