20.9 C
Franca
setembro 17, 2021
Agricultura

Prêmio Mulheres do Agro 2021

A premiação valoriza iniciativas sustentáveis na gestão de propriedades rurais de mulheres em todo o Brasil e as inscrições vão até o dia 20 de agosto

A quarta edição do Prêmio Mulheres do Agro entra no seu último mês de inscrições. As interessadas ainda podem cadastrar a sua história na premiação até dia 20 de agosto, pelo site: https://www.premiomulheresdoagro.com.br. A iniciativa, idealizada pela Bayer, em parceria com a Associação Brasileira do Agronegócio (ABAG), é destinada às mulheres que se destacam à frente da gestão de propriedades agrícolas, sejam elas pequenas, médias ou grandes, e tem o objetivo de valorizar a atuação feminina no agro.

O prêmio tem como tema “Gestão Inovadora” e reconhecerá iniciativas para boas práticas agropecuárias e gestão sustentável com foco nos pilares econômico, social e ambiental como: uso racional de recursos naturais, aumento da eficiência da produção com gestão inovadora, projetos que permitam o desenvolvimento social da comunidade ou de colaboradores da propriedade, bem-estar animal e valorização do capital humano. Serão premiadas as candidatas que ficarem nas três primeiras colocações de cada categoria (pequena, média e grande propriedade), o que significa um total de nove finalistas.

Desde sua primeira edição, mais de 550 produtoras se inscreveram na iniciativa, que já agraciou 27 agricultoras de várias regiões do Brasil. As vencedoras serão reveladas no dia 26 de outubro durante o Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio , que terá formato digital em 2021.

Sobre o Prêmio Mulheres do Agro

O Prêmio Mulheres do Agro é uma iniciativa idealizada, em 2018, pela Associação Brasileira do Agronegócio (Abag) e pela Bayer, para valorizar a importância do trabalho realizado pelas produtoras rurais, incentivando cada vez mais a gestão inovadora de mulheres no setor. O prêmio tem como tema Gestão Inovadora e reconhece empreendedoras rurais de pequenas, médias e grandes propriedades que seguem boas práticas agropecuárias e gestão sustentável com foco nos pilares econômico, social e ambiental como: uso racional de recursos naturais, aumento da eficiência da produção com gestão inovadora, projetos que permitam o desenvolvimento social da comunidade ou colaboradores da propriedade, bem-estar animal e valorização do capital humano.

Related posts

Tecnologia em irrigação faz produção de café conilon “pocar” no Norte do ES

ATRASO EM COLHEITA DE CANA NO BRASIL PODE SURPREENDER OPERADORES NA ICE

Fabrício Guimarães

O’COFFE ABRE INSCRIÇÕES PARA O WORKSHOP PROCESSOS & QUALIDADE

Fabrício Guimarães

Deixe um comentário