0 C
Franca, BR
fevereiro 28, 2021
Agricultura

Novo cenário da cafeicultura – Por: Leonardo Custódio


Fazenda Mantissa – arquivo pessoal

Podemos perceber um novo cenário na cafeicultura nesses últimos meses: déficit hídrico e altas temperaturas podem prejudicar a produção e a qualidade do próximo ano.

Acredito que em decorrência das altas temperaturas, o produtor terá que se adaptar e trazer mais tecnologia para a lavoura e traçar estratégias para enfrentar as intempéries. Terá que entender que temos que manter o solo mais úmido e com muita matéria orgânica, utilizar cobertura verde na linha do cafeeiro, pensar nas futuras implantações das lavouras, como, por exemplo, trazer plantas com arquitetura mais fechada que possam segurar mais umidade na planta e evitar aquelas que possuem arquitetura mais aberta, além de trabalhar o consórcio com árvores auxiliando no sombreamento das lavouras. Compreendo que para os produtores com colheita mecanizada isso é loucura, mas estamos caminhando para um clima com altas temperaturas, sendo assim muito prejudicial para as lavouras.


Arquivo pessoal Marcelo Jordão

Me perguntam se a qualidade da safra 2021 está prejudicada, creio que está, mas é cedo para afirmar. Lembrando que o cafeeiro cuida dele até dezembro e a partir de janeiro cuida dos frutos, acredito que vamos ter uma quebra entre 20% a 30% da safra. Sobre a qualidade, temos que esperar o início do ano, pois no que se refere a clima é difícil traçar um resultado.


Arquivo pessoal Guy Carvalho

Esse ano presenciei um mês de agosto mais quente com temperaturas acima de 34°C. Os cafés que estavam em processo de secagem no terreiro, e o previsto era encerrar em 18 dias para chegar com 11% de umidade, atingiram-na em 8 dias. Se a semente sofre com essa seca mais rápida, imaginem o cafeeiro que estava sofrendo com a estiagem?!

Vimos uma grande florada, porém os cafeeiros que estavam vindo com carga alta ou até com meia carga praticamente sofreram por igual. Vi o cenário de muitas lavouras desfolhadas, depauperadas.

Para aqueles produtores que possuem pacote tecnológico em dia e um cuidado especial, acredito que terão uma perca menor com as chuvas que estamos tendo no momento, pois a planta ainda tem energia para vegetar e produzir.


Arquivo pessoal Guima Café

Agora para aqueles que descuidaram deixando o solo descoberto, economizaram na adubação, o dano na planta e no bolso do produtor será bem maior. Para encher um grão de café é necessário de 20cm² de área folhear, quer dizer, vai ser complicado para algumas lavouras.


Arquivo pessoal Léo Custódio

Related posts

São Paulo recebe a primeira feira de café voltada para o consumidor

Fabrício Guimarães

Distribuidoras do Grupo CPFL alertam para necessidade de recadastramento de clientes rurais

Fabrício Guimarães

Café arábica: mais uma sessão encerra em queda em NY nesta 3ª

Fabrício Guimarães

Deixe um comentário