0 C
Franca, BR
julho 27, 2021
Agricultura

Nova tecnologia para soja, INTACTA 2 XTEND

A Bayer realizou, entre os dias 04 e 06 de junho, em Campinas (SP), a primeira edição do I2X TALKS. O evento reuniu mais de 200 pessoas, entre pesquisadores, consultores e parceiros da indústria de acessórios de aplicação para falar sobre tecnologias de aplicação de herbicidas, com foco em deriva, volatilidade e descontaminação de pulverizador, novidades do mercado de acessórios, formulações diferenciadas e eficácia dos herbicidas à base de dicamba no controle de plantas daninhas.

Os participantes do evento, conheceram os resultados dos estudos realizados por um time de especialistas independentes, com pulverização de herbicidas à base de dicamba em campos experimentais de soja com a tecnologia INTACTA 2 XTEND® e a próxima biotecnologia que a Bayer trará ao mercado brasileiro.

Segundo o líder de Manejo de Resistência de Plantas Daninhas da Bayer, Ramiro Ovejero, os testes foram conduzidos por 28 consultores e 25 acadêmicos independentes que fazem parte do Programa Experts – iniciativa criada pela Bayer com o propósito de desenvolver e validar recomendações de manejo e boas práticas de aplicação de herbicidas à base de dicamba para o controle de plantas daninhas.

O programa teve início na safra 2018/2019 e envolve os principais acadêmicos e consultores do Brasil, que receberam três protocolos de estudos focados em tecnologia de aplicação para manejo de deriva, volatilidade e limpeza de tanque por meio de boas práticas recomendadas. Para o líder da Estratégia de Herbicidas da Tecnologia INTACTA 2 XTEND®, André Menezes, o evento será um momento de muita troca de informação e importante para validar as melhores práticas de aplicação de herbicidas à base de dicamba. “O lançamento desta nova tecnologia, tem nos proporcionado trabalhar de forma integrada com indústria, academia e consultorias para obter e compartilhar conhecimentos que impactarão diretamente o agricultor,” conta Menezes.

Fonte: Revista Agrícola

Related posts

Mulheres já ocupam 30% do comando de fazendas no Brasil

Fabrício Guimarães

MG: Produção de maracujá é opção lucrativa para fruticultores

Indústria de máquina quer promover inclusão de deficientes no campo

Deixe um comentário