22.9 C
Franca
janeiro 22, 2022
Pecuária

Grupo de Prevenção à Peste Suína Africana expande atuação pelas Américas

Antigo PPA Latam, grupo formado por nações da América Latina passa a contar com membros da suinocultura dos Estados Unidos; expansão favorece atuação continental na prevenção à enfermidade

O grupo formado pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) e outras 20 organizações nacionais de 18 países da América Latina para traçar estratégias de prevenção à Peste Suína Africana (PSA) ganhou esta semana um importante reforço: a National Pork Producers Council (NPPC), entidade representativa da suinocultura dos Estados Unidos, passou a integrar o comitê continental de crise.

Com o reforço da NPPC, o grupo deverá fortalecer a integração e o alinhamento dos trabalhos para a prevenção à entrada da enfermidade na área continental das Américas.  

Atualmente, há registros de PSA no Haiti e na República Dominicana, localizados na Ilha de Hispaniola. Assim como o Brasil e outras nações do continente, os Estados Unidos vem apoiando os dois países no trabalho para a erradicação dos focos.

Com a adesão da NPPC, o grupo – antes Prevenção PPA Latam – passa a se chamar “Prevenção PPA América” em alusão à campanha de prevenção da Peste Porcina Africana (PSA em espanhol) em todo o continente americano. 

Related posts

Valor da Produção Agropecuária para 2020 é estimado em R$ 674,10 bilhões

Fabrício Guimarães

50ª EXPOAGRO 2019 Torneio Leiteiro GIR / 2ª ordenha do dia

Mercado atacadista de carne bovina: mercado interno versus externo

Fabrício Guimarães

Deixe um comentário