20.9 C
Franca
setembro 17, 2021
Notícias Pecuária

Fiscalização agropecuária terá equipes permanentes no período de aplicação do 2,4-D

A fiscalização agropecuária da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) está estruturando equipes permanentes para fiscalizar o uso do agrotóxico 2,4-D. A iniciativa ocorre nas regiões da Campanha, Santa Maria e Campos de Cima da Serra, onde há maior impacto da deriva do herbicida em culturas sensíveis como a uva, a maçã e a oliva.

Segundo o fiscal estadual agropecuário Fernando Turna, ex-presidente da Associação dos Fiscais Estaduais Agropecuários do Rio Grande do Sul (Afagro), esta nova realidade implicará no deslocamento de servidores entre os municípios das regionais. A medida será mantida durante o período de aplicação do 2,4-D nas lavouras de soja.

A implementação de equipes permanentes visa atender as Instruções Normativas 05 e 06 de 2019, que estabelecem regras para o uso do herbicida. Neste contexto, caberá aos fiscais estaduais agropecuários verificarem, em suas ações de rotina, se o nome do trabalhador que está aplicando o 2,4-D consta no cadastro de aplicadores, por exemplo.

Estas e outras mudanças foram tema de reunião técnica que ocorreu nesta quarta-feira (31/7) à tarde, em Santa Maria. O encontro reuniu mais de 40 fiscais estaduais agropecuários.
Fonte: Afagro

Related posts

Vendas de sêmen crescem 18% e atingem mais de 18,5 milhões de doses em 2019

Fabrício Guimarães

Incra lança serviço digital para envio de documentos do cadastro rural

Fabrício Guimarães

PREFEITURA DE PEDREGULHO OFERECERÁ CURSO GRATUITO DE OPERADOR DE MÁQUINAS EM USINAS DE CANA-DE-AÇÚCAR

Fabrício Guimarães

Deixe um comentário