0 C
Franca, BR
dezembro 2, 2020
Agricultura Notícias Uncategorized

Ferramenta online é exemplo de cuidado com abelhas

Projeto está sendo desenvolvido nos Estados Unidos

Uma nova ferramenta e comunidade online, chamada Beescape permite que os apicultores, ou qualquer pessoa interessada em abelhas, entendam os causadores de estresses específicos que são expostos os insetos em suas colmeias. O projeto foi desenvolvido por pesquisadores da Universidade Estadual da Pensilvânia, nos Estados Unidos.

“Os polinizadores, especialmente as abelhas desempenham um papel vital no apoio ecossistemas em paisagens agrícolas, urbanos e naturais”, disse Christina Grozinger, professora de entomologia e diretora do Centro de Pesquisa de Polinizadores na Faculdade de Ciências Agrárias da Universidade. “Quase 90 por cento das espécies de plantas com flores usam polinizadores para produzir sementes e frutas, cujos animais, incluindo humanos, dependem de seus alimentos”, completa.

A ideia surgiu depois que os apicultores da Pensilvânia perdiam quase 50% de suas colmeias a cada inverno que se passava. “Sabemos que as populações de abelhas estão em declínio devido a vários fatores estressantes, incluindo a exposição a inseticidas, a abundância reduzida e a diversidade de plantas com flores das quais dependem as abelhas para alimentação e a perda de habitat para elas”, comenta.

O Beescape.org permite aos usuários selecionar um local específico onde suas abelhas estão e colher as informações. “O Beescape permite que as pessoas vejam o mundo como uma abelha, o que irá ajudá-los a tomar decisões sobre onde colocar as suas colônias ou atitudes que eles e seus vizinhos podem tomar”, finaliza Maggie Douglas, colaboradora do projeto e professora assistente no Dickinson College.

Fonte: Agrolink

Related posts

Mudança climática ameaça produção de alimentos, alerta ONU

Fabrício Guimarães

LIDE REALIZARÁ 8º FÓRUM NACIONAL DE AGRONEGÓCIOS

Fabrício Guimarães

Crédito rural: Caixa destina mais de R$ 7,5 bilhões para a safra 2019/20

Fabrício Guimarães

Deixe um comentário