0 C
Franca, BR
dezembro 2, 2020
Uncategorized

Consumo de fertilizantes cresce com busca por maior produtividade

Adubos encarecem lavoura, mas são fundamentais para garantir boa produção.

Para produzir bem, o solo precisa de nutrientes. Miguel Donizete de Barros, agricultor de Itapetininga (SP), sabe bem disso. Ele intercala o cultivo de soja e milho e cuida de cada detalhe, incluindo as escolhas do adubo e das sementes.

Hoje em dia, plantar sem fertilizantes é raro. Eles são importantes para suprir a falta de nutrientes no solo. Os ciclos curtos e o aumento da produção exigem um consumo maior do produto.

A maior parte da matéria-prima é importada de países como Marrocos e Canadá, o que gera uma forte dependência externa, segundo a Secretaria de Comércio Exterior. No ano passado, o Brasil importou quase 30 milhões de toneladas de fertilizantes. Os dados são da Associação Nacional para Difusão de Adubos (Anda). A previsão para 2019 é de aumento no consumo.

Marcelo Ferraz Borges, gerente comercial de uma fábrica de adubos de Itapetininga, diz que a empresa cresceu 5% no ano passado. No primeiro trimestre deste ano, o aumento ficou entre 10% e 15% na comparação com o mesmo período de 2018. Para ele, um dos principais motivos é o aumento da área de plantio com a recuperação de terras ociosas.

Fonte: G1

Related posts

Embrapa Suínos e Aves tem sete cursos com inscrições abertas

Fabrício Guimarães

Diego Sibin Barbosa é a mais nova realidade do mundo do Zebu

Fabrício Guimarães

Estudo avalia desempenho econômico de diferentes raças de ovinos em confinamento

Fabrício Guimarães

Deixe um comentário