0 C
Franca, BR
novembro 21, 2019
  • Home
  • Agricultura
  • Café arábica é a nova cultura contemplada pelo Sistema Brasileiro de Classificação de Terras para Irrigação
Agricultura Agroindustria Gestão Rural

Café arábica é a nova cultura contemplada pelo Sistema Brasileiro de Classificação de Terras para Irrigação

O Sistema Brasileiro de Classificação de Terras para Irrigação (SiBCTI) define o potencial do ambiente para desenvolver culturas sob determinado tipo de irrigação. Acerola, banana, cana-de-açúcar, melancia, uva e goiaba são alguns dos cultivos já contemplados pelo Sistema. Agora, o café arábica também está disponível. “Pretendemos, ano que vem, incluir o arroz e, em 2021, a soja”, revela o pesquisador da Embrapa Solos (Rio de Janeiro, RJ), Fernando Cezar Saraiva do Amaral.

O SiBCTI procura classificar as terras segundo a interação de vários planos de informação, de modo que o ambiente seja avaliado de forma integrada, maximizando o manejo da agricultura irrigada.

O Sistema evita que terras que não possuem aptidão para irrigação sejam incluídas no processo produtivo, minimizando o impacto ambiental e perda de recursos financeiros, ele também possibilita o uso racional da água, além de prevenir a salinização dos solos manejados, grave problema ambiental e econômico, principalmente no bioma semiárido.

Um pouco de história

A primeira versão do SiBCTI, lançada em 2005, foi resultado de cooperação entre a Embrapa e a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Paranaíba (Codevasf). Contou ainda com o apoio de diversas instituições e profissionais atuantes nas áreas de pedologia e irrigação.

Sua criação foi necessária buscando a evolução do antigo sistema às condições de solo, manejo e socioeconômicas nacionais.

A versão atual, em sua segunda edição, lançada em 2011, atualizou o sistema na forma e no conteúdo. Na forma, quando evoluiu os recursos de TI à estrutura do sistema; no conteúdo, quando classificou segundo o potencial e limitações dos elementos solo, água e cultura vegetal, agora com novas opções em seu banco de dados.

A partir de 2016, contando com o apoio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), o grupo de trabalho liderado pela Embrapa Solos deu início à terceira versão, ou simplesmente “versão nacional”. Nesta fase, são estudados todos os biomas nacionais onde se pratica intensamente a irrigação, com constante atualização.

Fonte: EMBRAPA

Related posts

CONVITE: II Semana Café das Mulheres IWCA na Cafeteria Cafezal

Fabrício Guimarães

Dias de Campo no Cerrado Mineiro apresentam novas cultivares de café da Epamig

MAIS UM CURSO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA EM PARCERIA COM FAESP/SENAR

Fabrício Guimarães

Deixe um comentário

Login

X

Resgistrar