0 C
Franca, BR
abril 20, 2021
Pecuária

Bovinocultura de Corte da Faesp: demanda por carne bovina continuará em crescimento

Segundo Cyro Penna, Coordenador da Comissão de Bovinocultura de Corte da Faesp, a demanda por carne bovina continuará em crescimento, com um mercado consumidor cada vez mais ávido, porém exigente por qualidade e sustentabilidade, sobretudo nas suas vertentes social e ambiental.

Afirma que, considerada a faceta econômica da pecuária nacional, com capacidade em produzir a carne mais barata do mundo, o que não é menos importante, o Brasil se coloca como o maior player mundial, capaz de prover este grandioso mercado, sem abertura de novas áreas com grande eficiência e otimização dos processos produtivos.

Na sua opinião, mesmo diante do gigantismo quantitativo e qualitativo da pecuária nacional, traduzido por nossa tecnologia, genética, sanidade animal, clima, tamanho de rebanho e áreas de produção, alguns gargalos precisam ser enfrentados e superados. “Esta nova realidade exigirá dos pecuaristas um novo olhar, qual seja, mais e melhor conhecimento da atividade e do setor, acesso a informações e serviços de qualidade, melhor gestão e organização setorial em busca de agregação de valor aos produtos, melhor remuneração, mais constante e equilibrada, no contexto da cadeia produtiva”.

Estudo da Embrapa indica que a busca por cortes diferenciados e de denominação de origem abrirão novas oportunidades de agregação de valor ao mercado. No entanto, o maior grau de exigência do consumidor será um gatilho transformador da atividade, bem como a concorrência com outras fontes de proteína, que forçará a cadeia a produzir melhor. O bem-animal será mandatório, desde a cria ao abate.

Os dados são do mais recente estudo da Série “Desafios do Agronegócio Brasileiro”, elaborado por pesquisadores da Embrapa que integram o Centro de Inteligência da Carne Bovina da Embrapa Gado de Corte (Cicarne) e o Sistema Agropensa.

De acordo com o estudo, a maior transformação será no processo de distribuição, seja de insumos, gado ou da carne. A relevância da sanidade, qualidade e sustentabilidade crescerá via interação digital com o consumidor final. Entretanto, torna-se de fundamental importância a promoção de melhorias

Related posts

Boi: Preços iniciam junho em forte queda

Fabrício Guimarães

Curso de ‘Avicultura Familiar’ finaliza com 52 alunos

Fabrício Guimarães

Custos de produção de suínos sobem 10,93% em julho

Fabrício Guimarães

Deixe um comentário