0 C
Franca, BR
outubro 21, 2020
Gestão Rural Notícias Pecuária

Alceu Moreira é eleito presidente da FPA

A Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), durante reunião nesta terça-feira (11), elegeu a composição da nova diretoria que toma posse no próximo ano. O atual vice-presidente, deputado federal Alceu Moreira (MDB-RS) foi eleito para comandar o colegiado a partir da transmissão do cargo, marcada para 19 de fevereiro de 2019.

Para ele, o principal desafio é desmistificar conflitos fictícios que envolvem o setor agropecuário brasileiro. Moreira afirmou ainda que o produtor deve ser tratado com respeito, pois é ele quem alimenta e abastece o país e o mundo. “A agropecuária brasileira nunca foi contra o meio ambiente, contra os indígenas. As pautas são complementares e não antagônicas. Temos de fugir desses conflitos e encontrar soluções por meio de políticas públicas sólidas que deem segurança a todos”, destacou o novo presidente da FPA.

O encontro foi o último presidido pela deputada Tereza Cristina (DEM/MS). Na ocasião, a parlamentar agradeceu e parabenizou os membros pelo trabalho desempenhado ao longo de seu mandato. Ela reiterou que o compromisso com o desenvolvimento do país e da agropecuária é diário.

“A FPA alcançou protagonismo ímpar para construir políticas públicas cada vez mais fortalecidas e convergentes com os anseios da sociedade e da agricultura brasileira. Fecho uma etapa da minha vida parlamentar e inicio outro desafio. Temos de lutar por um Brasil melhor”, defendeu a presidente.

Tereza Cristina afirmou ainda que sua gestão à frente do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) será mais moderna, mais ágil e condizente com as mudanças que o país necessita para crescer ainda mais. “Nossa interlocução com o setor produtivo, com os agricultores e com a FPA será diária e direta”, disse a futura ministra.

Presente na reunião, o deputado João Campos (PRB/GO), candidato à presidência da Câmara dos Deputados, reiterou que tanto a FPA quanto o Mapa estão bem representados. Campos reforçou a segurança que possui com a gestão de Tereza Cristina à frente da Agricultura pela atuação exemplar da parlamentar. O deputado destacou a necessidade de fortalecer a segurança pública no país, especialmente, no meio rural.

Campos afirmou ainda que se sente preparado para presidir a Casa e disse estar aberto ao diálogo, com ideias pautadas na responsabilidade com a sociedade. “Finalizei meu quarto mandato agora. Isso me deu espaço para consolidar uma boa relação com os parlamentares”, disse o deputado.

Related posts

Funai deve ficar com Direitos Humanos, diz ministra

Brasil tem uma situação diferente da maioria dos produtores

Fabrício Guimarães

Ministra instala comissão que vai estruturar agenda da produção sustentável

Fabrício Guimarães

Deixe um comentário