0 C
Franca, BR
fevereiro 28, 2021
Agricultura Notícias

Agricultura e sustentabilidade para crianças

Escrito por Wilhan Santin, “O mistério do Ribeirão Vermelho” retorna aos anos 80 e fala da infância dos irmãos Marie, Johann e Wieland na zona rural paranaense e sobre como descobriram os benefícios do Plantio Direto para a agricultura e o meio ambiente.

 

Os irmãos Marie e Johann Bartz idealizaram e organizaram um livro infantil inspirado na história do pai, Herbert Bartz, o precursor do Plantio Direto no Brasil – um sistema diferenciado de manejo da terra que diminui o impacto da agricultura e das máquinas agrícolas sobre o solo.

Escrito por Wilhan Santin, “O mistério do Ribeirão Vermelho” retorna aos anos 80 e fala da infância dos irmãos Marie, Johann e Wieland na zona rural paranaense e sobre como descobriram os benefícios do Plantio Direto para a agricultura e o meio ambiente. De forma didática, explica o que são matas ciliares, erosão; a diferença de rio, riacho, córrego e ribeirão e a importância de não cortar as árvores às margens dos rios.

Para falar da importância do sistema de Plantio Direto, o autor conta como eram as plantações antigamente: a terra era preparada (arada, revirada e ficava limpinha) para receber as sementes – e a consequência era que, quando chovia, a água levava a terra, as sementes e os adubos para o rio, que ficava vermelho; o solo ficava pobre, sem vida, com erosões frequentes; e, como o trator era muito utilizado para arar a terra, gerava muita poluição do ar com a combustão do diesel.

Na história, o pai conta para as crianças que, quando começou a plantar em cima da palha da colheita anterior, sem revirar a terra, todos o chamaram de louco. Mas, com o tempo, perceberam que a palha não deixava a terra ser arrastada pela chuva e, melhor, fazia a água ser absorvida pelo solo, deixando-o mais úmido, fértil e saudável.

O livro também conta como, aos cinco anos de idade, Marie se apaixonou pelas minhocas. “Elas são universalmente conhecidas como indicadoras de qualidade da terra. Ou seja, um solo com minhocas é saudável”, explica a menina, que hoje é professora do Programa de Pós-Graduação em Gestão Ambiental da Universidade Positivo, uma das patrocinadoras do livro.

A obra de 41 páginas, com projeto gráfico de Ricardo Gogel e ilustrações de Waldomiro Neto, está sendo distribuída em escolas públicas de Londrina e Rolândia, norte do Paraná, especialmente de zonas rurais – por ser a região onde nasceu a história do Plantio Direto no Brasil. A versão para download está disponível em cinco idiomas por meio do site https://febrapdp.org.br/literatura-infantil. A obra já atingiu mais de 25 países no mundo. Além disso, as escolas que tiverem interesse em imprimir o livro para trabalhar como material didático podem entrar em contato com a professora Marie Bartz pelo e-mail bartzmarie@gmail.com.

Livro “O mistério do Ribeirão Vermelho”
Idealização e organização: Marie Bartz e Johann Bartz
Texto: Wilhan Santin
Ilustrações: Waldomiro Neto
Projeto Gráfico e diagramação: Ricardo Gogel

Sobre a Universidade Positivo

A Universidade Positivo concentra, na Educação Superior, a experiência educacional de mais de quatro décadas do Grupo Positivo. A instituição teve origem em 1988 com as Faculdades Positivo, que, dez anos depois, foram transformadas no Centro Universitário Positivo (UnicenP). Em 2008, foi autorizada pelo Ministério da Educação a ser transformada em Universidade. Atualmente, oferece mais de 50 cursos de Graduação presenciais, quatro cursos de Doutorado, sete cursos de Mestrado, mais de 190 programas de Especialização e MBA, sete cursos de idiomas e dezenas de programas de Extensão. A Universidade Positivo conta com sete unidades em Curitiba, uma unidade em Londrina (PR), uma unidade em Joinville (SC), além de polos de Educação a Distância (EAD) em mais de 50 cidades espalhadas pelo Brasil. Em 2018, a Universidade Positivo foi classificada entre as 100 instituições mais bem colocadas no ranking mundial de sustentabilidade da UI GreenMetric.

Related posts

TONIN GARCIA REALIZA ENTREGA DOS CHEQUES DE PREMIAÇÃO AOS 10 VENCEDORES DO 6º CONCURSO DE QUALIDADE DOS CAFÉS ESPECIAIS DE IBIRACI/MG

Fabrício Guimarães

Informe Revista Agromogiana: Café arábica sobe mais de 100 pts na manhã de quarta-feira (11), e dezembro/19 vai a US$ 1,06/lbp

Fabrício Guimarães

Esclarecimentos sobre Registros de Defensivos Agrícolas

Fabrício Guimarães

Deixe um comentário