24.2 C
Franca
setembro 17, 2021
Agricultura Eventos

16º Concurso Estadual de Qualidade do Café de São Paulo promove leilão dos grãos

Foi realizada, no dia 7 de dezembro, na Federação da Agricultura do Estado de São Paulo, a premiação das empresas campeãs do leilão dos lotes finalistas do 16º Concurso Estadual de Qualidade do Café de São Paulo – Prêmio Aldir Alves Teixeira.

O Grupo 3corações conquistou dois prêmios, um na Categoria Diamante, pelo maior investimento em qualidade, com um valor de R$ 13.200, e outro na Categoria Especial, por ser a empresa que pagou o maior valor por uma saca de microlote, no valor de R$ 1.800, do produtor Carlos Revilson Penna, de Divinolândia.

Na Categoria Ouro (maior valor por saca), a empresa vencedora foi a Ladis Cafés, que pagou R$ 3.500 por uma saca do mesmo produtor. Na Categoria Nanolote, até 20 kg, o Café de Origem arrematou o nanolote de Claudinei Junqueira, também de Divinolândia, por R$ 550.

A cidade de Divinolândia foi um grande destaque no concurso, com seis colocados entre os 11 finalistas. O concurso deste ano teve a participação de 69 lotes de oito regiões produtoras, inscritos por cooperativas e associações de produtores.

Nesta edição foram adquiridas 11 sacas de cafés da categoria natural, cinco de cereja descascado e quatro microlotes, sendo ainda uma saca do nanolote. A aquisição foi feita por indústrias de café e cafeterias. O valor total da venda alcançou R$ 36.018.

Além das empresas campeãs, participaram do leilão: Senhor Espresso Cafés, Café Morro Grande, Café Excelsior, Barisly Café (MF brandli), Café Caiçara, Il Barista Cafés Especiais e Café Baronesa.

Os cafés adquiridos no leilão serão agora processados pelas indústrias e chegarão aos supermercados e lojas gourmet embalados, compondo a 15ª Edição Especial dos Melhores Cafés de São Paulo.

O concurso, seguido do leilão, é uma promoção da Câmara Setorial de Café de São Paulo e da Coordenadoria de Agronegócios da Secretaria da Agricultura do Estado (CODEAGRO), e conta com a parceria do Sindicato das Indústrias de Café de São Paulo, da Associação Comercial de Santos (ACS) e do Museu do Café.

Durante a cerimônia, a Câmara Setorial do Café de São Paulo prestou duas homenagens, uma ao presidente da FAESP/SENAR, Fábio de Salles Meirelles, e outra ao engenheiro agrônomo Aldir Alves Teixeira, que dá o nome ao concurso, pelos 20 anos de dedicação a esse evento.

As informações são da Assessoria de Imprensa do Sindicafé/SP.

Related posts

Relator da Lei Kandir diz que agronegócio continuará isento de ICMS

Fabrício Guimarães

Pesquisa aponta mulheres com mais de 30 anos e maior qualificação no agro

Fabrício Guimarães

Brasil já colheu 10% da safra de café apesar de chuvas, diz Safras

Fabrício Guimarães

Deixe um comentário